18 junho 2008

Promessa reiterada




Não há nada difícil para o Senhor. Há coisas dificeis para mim, para ti, mas para Ele não.

Há fardos que eu não posso mover, nem que eu tente concentrar em mim todas as forças de que disponho.

Há problemas que me ultrapassam em muito.

Há aflições que paralisam o meu raciocínio e deixam a minha mente vazia, atordoada como se tivesse sido atingida por uma pancada muito forte.

Eu não posso segurar as tempestades da vida, nem desviar a fúria das correntes transbordantes.

Eu não posso impedir o vento de soprar, nem o relâmpago de rasgar o céu escuro com os seus raios assustadores.

Eu não posso impedir o trovão de riibombar, nem o terramoto de abalar a terra.

Mas eu posso correr para os braços de Deus, deixar que Ele segure a minha vida entre as Suas mãos e confiar.

6 comentários:

Maria e Jorge disse...

Minha linda

Muitos beijinhos e um santo dia para ti

Vou arranjar um conta km para pendurar ao meu pescoço, isto não anda nada fácil.

Beijocas

Maria

Viviana disse...

Òlá querida Anita,

"No mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo!"

"Não te deixarei nem te desampararei"

Nos braços Dele...

Nós podemos estar seguros e tranquilos!

Que bom que assim é!

Tenha um lindo dia

Umabraço
Viviana

Andreia do Flautim disse...

Um abraço para ti!

alealb disse...

amém!
beijos,
alê

Ana Maria disse...

Bom dia , amiga, cheguei!
Belíssima reflexão.
As tempestades existem , mas com Deus, conseguimos resolvê-las.
Como moro no Brasil, teria que voltar. Mas meu coração está dividido, pois deixei lá minha filha.
Obrigada pelas visitas e pelo carinho que me proporcionou.
Postei bem simples, no atelier das poesias, pois meu pc, está me dando uns probleminhas.
Logo estarei contando as aventuras da viagem.
Meus beijinhos!
Fique com Deus!
Amo você!

Teresa Calcao disse...

Boa noite minha querida amiga,
Devemos sempre confiar....pois Ele sabe o que e melhor para nos!
Beijinho doce

prémios e miminhos ganhos