30 junho 2009

Amizade...




A amizade é uma dádiva de Deus, para podermos caminhar ao longo da nossa vida sem nos sentirmos em momento algum sós ou desamparados.


... Flores bonitas não são aquelas que estão no seu caminho... e sim, aquelas que nasceram depois da sua passagem.


Amigo é bússula e rota no oceano...

Amigo é como sol do meio-dia aquece o coração!!!


Tenham um óptimo dia e uma excelente semana com Deus no seu coração!!!
Feliz é aquele que tem Deus em sua vida como Salvador!!!

28 junho 2009

Encontro maravilhoso!




Um dia, levantei-me de manhã bem cedo para assistir ao nascer do sol.


A beleza da criação divina estava além de qualquer descrição.


Enquanto eu assistia, louvei a Deus pelo Seu belo trabalho.


Sentado lá, senti a presença de Deus comigo.


Ele me perguntou:


- "Tu me amas?"


Eu respondi:


- "É claro, Deus! Você é meu Senhor e Salvador!"


Então Ele perguntou,:


-"Se tivesses alguma dificuldade física, ainda assim Me amarias?"

Eu fiquei perplexo. Olhei para meus braços, pernas e para o resto do meu corpo e perguntei-me quantas coisas eu não seria capaz de fazer, as coisas que eu dava por certas. E eu respondi:



-"Seria difícil Senhor,mas eu ainda assim Te amaria."
Então o Senhor disse:

- "Se fosses cego, ainda amarias Minha criação?"

Como eu poderia amar algo sem a possibilidade de vê-lo?

Então eu pensei em todas as pessoas cegas no mundo e quantos deles ainda amaram Deus e Sua criação. Então respondi,:

-"'É difícil pensar nisso, mas eu ainda assim Te amaria."


O Senhor então perguntou-me.


-"Se fosses surdo, ainda ouvirias Minha palavra?"
Como poderia ouvir algo sendo surdo?


Então eu entendi.


Ouvir a palavra de Deus não é simplesmente usando os ouvidos, mas nossos corações. Eu respondi:


-"Seria difícil, mas eu ainda assim ouviria a Tua palavra."


O Senhor então perguntou:


-"Se fosses mudo, ainda louvarias Meu nome?"


Como poderia louvar sem uma voz?

Então ocorreu-me: Deus quer que cantemos de toda nossa alma e de todo nosso coração. Não importa como possa parecer. E louvar a Deus não é sempre com uma canção, mas quando somos oprimidos, nós louvamos a Deus com nossas palavras de gratidão. Então eu respondi:


- "Embora eu não pudesse fisicamente cantar, eu ainda louvaria Seu nome."


E o Senhor perguntou:
-"Tu realmente Me amas?"

Com coragem e forte convicção, eu respondi seguramente:


- "Sim, Senhor! Eu te amo. Tu és o único e verdadeiro Deus!"


Eu pensei ter respondido bem, mas então Deus perguntou:


- "ENTÃO PORQUE PECAS?


Eu respondi:

- "Porque sou apenas um humano. Não sou perfeito."

-"ENTÃO PORQUE EM TEMPOS DE PAZ VAGUEIAS AO LONGE?
PORQUE SOMENTE EM TEMPOS DE PROBLEMAS ORAS COM FERVOR?

Sem respostas.
Somente lágrimas.

O Senhor continuou:


-"Porque cantas somente nas confraternizações e nos retiros?
Porque Me buscas somente nas horas de adoração?
Porque Me perguntas coisas tão egoístas?
Porque me fazes perguntas sem fé?"



As lágrimas continuavam a rolar na minha face.


-"Porque estás com vergonha de Mim?
Porque não estás espalhando as Boas Novas?
Porque em tempos de opressão, choras a outros quando Eu ofereço Meu ombro para chorares nele?
Porque crias desculpas quando te dou oportunidades de servir em Meu nome?"

Eu tentei responder, mas não havia resposta a ser dada.

-"Tu és abençoado com vida. Eu não o fiz para que jogasses este presente fora.

Eu te abençoei com talentos para Me servires, mas tu continuas a resolveres tudo sózinho.

Eu te revelei Minha palavra, mas tu não progrides em conhecimento.


Eu falei contigo, mas teus ouvidos estavam fechados.


Eu mostrei Minhas bênçãos, mas teus olhos se voltavam para outra direcção. Eu te mandei servos, mas tu te sentaste ociosamente enquanto eles eram afastados.


Eu ouvi tuas orações e respondi a todas elas."


"TU VERDADEIRAMENTE ME AMAS?"


Eu não pude responder.


Como eu poderia?

Eu estava inacreditavelmente constrangido.

Eu não tinha desculpa. O que eu poderia dizer?

Quando meu coração chorou e as lágrimas brotaram, eu disse:

- "Por favor, perdoa-me Senhor. Eu não sou digno de ser Seu filho"


O senhor respondeu:

-"Esta é Minha Graça, meu filho"

Eu perguntei:

-"Então porque continuas a me perdoar? Porque me amas tanto? "


O Senhor respondeu:


- "Porque tu és Minha criação. Tu és Meu filho. Eu nunca te abandonarei. Quando chorares, Eu terei compaixão e chorarei contigo.

Quando estiveres alegre, Eu vou rir contigo.

Quando estiveres desanimado, Eu te encorajarei.

Quando caires, Eu vou te levantar.

Quando estiveres cansado, Eu te carregarei.
Eu estarei contigo até ao final dos tempos, e te amarei para sempre."


Eu jamais chorara daquela maneira antes. Como pude ter sido tão frio?


Como pude ter magoado Deus como fiz?


Eu perguntei a Deus:

- "Quanto me amas?"


Então, O Senhor esticou Seus braços e eu vi suas mãos com enormes buracos sangrentos.


Logo, curvei-me aos pés de Jesus Cristo, meu Salvador, e, pela primeira vez eu orei verdadeiramente...

25 junho 2009

Abraçar...




Abraçar é um gesto afectuoso, no qual existe carinho e amor.


Quando nasce o bebé, ele é logo colocado nos braços da mãe que o abraça com muito amor, às vezes até em lágrimas.



O filho cresce e vai para seus estudos. Ao terminar seu curso, nas bonitas festas de formatura, ele recebe muitos abraços de seus professores, de seus amigos, e principalmente, de seus pais, que abraçam com muita alegria seus filhos formandos.



E essa cena se repete no primário, no colegial, na faculdade e até em outras ocasiões especiais.



Os noivos no altar, diante de tanta felicidade, abraçam-se apaixonadamente e, de todos os presentes recebem um respeitoso abraço.



Nas despedidas, quando uma pessoa querida vai viajar, ela sempre recebe muitos abraços dos que ficam.



O abraço, no relacionamento humano é um gesto sempre presente.



Nos funerais, quando alguém chora pela perda de um ente querido, os amigos sempre o confortam com um abraço.



Quando os combatentes voltam da guerra, eles são sempre recebidos pelos seus parentes e amigos com muitos e afectuosos abraços.



O abraço é o nosso gesto de aconchego, de bem querer e de dedicação.
Como é bom abraçar e ser abraçado!



Abraçar uma pessoa a quem a gente quer bem e sentir o seu coração pulsando bem perto do nosso.




No acto do perdão, quando a gente perdoa ou quando somos perdoados, o abraço também é uma necessidade, é uma confirmação de perdão.




No primeiro livro da Bíblia, Gênesis, no capítulo 29, quando Labão fica sabendo de seu parentesco com Jacó, ele foi ao seu encontro e o abraçou, num gesto de gozo e de carinho.



Em Lucas 15:20 está registrada a história do filho que voltou para casa depois de a ter abandonado um dia. Ao vê-lo, o pai não o recriminou, nem fez pouco caso do filho, mas sim saiu correndo e o abraçou.
E que abraço deve ter sido esse!



No livro de Actos dos Apóstolos, no Novo Testamento capítulo 20, o apóstolo Paulo disse a todos os seus companheiros que estava próxima a sua partida deste mundo e seus amigos se comoveram muito com a declaração do querido apóstolo e, entristecidos choraram muito e o abraçaram e beijaram afectuosamente..



Como vemos, o abraço é algo constante na vida do povo que se ama e que ama a Deus.




24 junho 2009

Vida






Por norma não gosto de publicar mensagens muito grandes, pois tenho sempre a sensação que muitos não as irão ler por serem grandes, mas esta eu acho que vale a pena dispensarmos uns minutinhos, poucos, porque eu acho que ela irá mexer connosco, para além de ter sido baseada num facto verídico.







Naquela manhã, sentiu vontade de dormir mais um pouco.
Estava cansado porque na noite anterior fora deitar-se muito tarde e também não tinha dormido bem.
Teve um sono agitado. Mas logo abandonou a ideia de ficar um pouco mais na cama e levantou-se, pensando na montanha de coisas que precisava fazer na empresa.
Lavou o rosto e fez a barba correndo automaticamente.
Não prestou atenção no rosto cansado nem nas olheiras escuras, resultado das noites mal dormidas.
Nem sequer percebeu um aglomerado de pêlos teimosos que escaparam da lâmina de barbear.
"A vida é uma sequência de dias vazios que precisamos preencher", pensou enquanto jogava a roupa por cima do corpo.
Engoliu o café da manhã e saiu resmungando baixinho "um bom dia", sem convicção.
Desprezou os lábios da esposa, que se ofereciam para um beijo de despedida.
Não notou que os olhos dela ainda guardavam a doçura de mulher apaixonada, mesmo depois de tantos anos de casamento.
Não entendia porque ela se queixava tanto da ausência dele e vivia reivindicando mais tempo para ficarem juntos.
Ele estava conseguindo manter o elevado padrão de vida da família, não estava? Isso não bastava?
Claro que não teve tempo para aquecer o carro nem sorrir quando o cachorro, alegre, abanou o rabo.
Deu a partida e acelerou.
Ligou o rádio, que tocava uma canção antiga e pensou que não tinha mais tempo para curtir detalhes tão pequenos da vida.
Pegou o telemóvel e ligou para a filha. Sorriu quando soube que o netinho havia dado os primeiros passos.
Ficou sério quando a filha lhe lembrou que há tempos que ele não aparecia para ver o neto e o convidou para almoçar.
Ele logo contrapôs bastante: sabia que iria gostar muito de estar com o neto, mas não podia naquele dia, dar-se ao luxo de sair da empresa.
Agradeceu o convite, mas respondeu que seria impossível.
Quem sabe no próximo fim de semana?
Ela insistiu, disse que sentia muitas saudades e que gostaria muito de poder estar com ele na hora de almoço.
Mas ele foi irredutível: realmente era impossível.
Chegou à empresa e mal cumprimentou as pessoas.
A agenda estava totalmente lotada, e era muito importante começar logo a atender seus compromissos, pois tinha plena convicção de que pessoas de valor não desperdiçam seu tempo com conversa fiada.
No que seria sua hora de almoço, pediu para a secretária trazer um sanduíche e um refrigerante diet.
O colesterol estava alto, precisava fazer um check-up, mas isso ficaria para o mês seguinte.
Começou a comer enquanto lia alguns papéis que usaria na reunião da tarde.
Nem observou que tipo de almoço estava mastigando.
Enquanto engolia relacionava os telefonemas que deveria fazer, sentiu uma tontura, a vista embaçou.
Lembrou-se do médico advertindo-o, alguns dias antes, quando tivera os mesmos sintomas, de que estava na hora de fazer um check-up.
Mas ele logo concluiu que era um mal-estar passageiro.
Terminado "o almoço", escovou os dentes e voltou à sua secretária.
"A vida continua", pensou.
Mais papéis para ler, mais decisões a tomar, mais compromissos a cumprir. Nem tudo saia como ele queria.
Começou a gritar com o gerente, exigindo que este cumprisse o prometido. Afinal, ele estava sendo pressionado pela directoria. Tinha de mostrar resultados. Será que o gerente não conseguia entender isso?
Saiu para uma reunião já meio atrasado.
Não esperou pelo elevador. Desceu as escadas pulando de dois em dois degraus.
Parecia que a garagem estava a quilómetros de distância, encravada no miolo da terra, e não no subsolo do prédio.
Entrou no carro, deu a partida e, quando ia engatar a primeira mudança, sentiu de novo o mal-estar.
Agora havia uma dor forte no peito. O ar começou a faltar... a dor foi aumentando... o carro desapareceu... os outros carros também... Os pilares, as paredes, a porta, a claridade da rua, as luzes do tecto, tudo foi sumindo diante de seus olhos, ao mesmo tempo em que surgiam cenas de um filme que ele conhecia bem.
Era como se a videocassete estivesse rodando em câmara lenta.
Quadro a quadro, ele via a esposa, o netinho, a filha e, uma após outra, todas as pessoas que mais gostava.
Porquê mesmo que ele não tinha ido almoçar com a filha e o neto?
O que a esposa tinha dito à porta de casa quando ele estava saindo, hoje de manhã?
Porque não foi pescar com os amigos no último feriado?
A dor no peito persistia, mas agora outra dor começava a perturbá-lo: a dor do arrependimento.
Ele não conseguia distinguir qual era a mais forte, a da coronária entupida ou a de sua alma rasgando.
Escutou o barulho de alguma coisa quebrando dentro de seu coração, e de seus olhos escorreram lágrimas silenciosas.
Queria viver, queria ter mais uma oportunidade, queria voltar para casa e beijar a esposa, abraçar a filha, brincar com o neto... queria... queria... mas não teve tempo.





Como está a sua vida? Qual o tempo que tem dedicado às coisas pequenas mas importantes da vida?
E Deus, em que lugar você o coloca?
Será que...?


Lembre-se, são poucas as pessoas que têm uma segunda e "nova oportunidade" de vida para mudar e...

Pense nisso.





23 junho 2009

Com pressa...




Eu estava com pressa.

Passei a correr pela sala de jantar usando meu melhor vestido, concentrada em me preparar para um encontro de negócios nocturno.


Gillian, minha filha de quatro anos, estava a dançar ao som de sua música favorita, Cool, do filme Amor, Sublime Amor.


Eu estava à beira de chegar atrasada.


No entanto, uma vozinha dentro de mim disse:

-"Pare."
Então parei.

Olhei para ela.

Aproximei-me, peguei na sua mão e rodopiei-a.


Minha filha de sete anos, Caitlin, entrou em nossa órbita e eu também a peguei.


Nós três dançámos alucinadamente pela sala de jantar até chegarmos à sala de estar.

Ríamos. Rodopiávamos.

Será que os vizinhos podiam ver a loucura pelas janelas?


Não tinha importância.


A música chegou ao fim com um floreio dramático e a nossa dança terminou com ela.


Dei uma palmadinha em seus traseiros e mandei que fossem tomar banho.

Elas subiram as escadas, sem fôlego, seus risinhos ricocheteando pelas paredes.


Voltei aos meus afazeres.


Estava dobrada para a frente, enfiando papéis numa pasta, quando ouvi a mais nova falar para a irmã:



- Caitlin, não achas que a mãe é "a mais melhor de todas"?

Congelei.

Eu quase correra pela vida, perdendo aquele momento.


Meu pensamento foi para os prémios e os diplomas que cobriam as paredes do meu escritório.


Nenhum prémio, nenhuma realização que eu jamais alcançara, poderia se comparar a isso:

" Não achas que a mãe é "a mais melhor"?


Minha filha disse isso quando tinha quatro anos.

Não espero que ela o diga com catorze. Mas, aos quarenta, se ela se inclinar por cima daquela caixa de pinho para dizer adeus para o recipiente descartado da minha alma, quero que o diga.


" A mãe não é "a mais melhor"?


Não combina com meu currículo. Mas quero isso gravado na minha lápide.


Vale a pena pararmos e reflectirmos sobre isto!!!

21 junho 2009

O pássaro e a oração!




Já alguma vez viu um passarinho dormindo num galho ou num fio, sem cair?


Como é que ele consegue isso?

Se nós tentássemos dormir assim, iríamos cair e quebrar o pescoço.

O segredo está nos tendões das pernas do passarinho.

Eles são construídos de forma que, quando o joelho está dobrado, o pezinho segura firmemente qualquer coisa.


Os pés não irão soltar aquela coisa até que ele desdobre o joelho para voar.

O joelho dobrado é o que dá ao passarinho a força para segurar qualquer coisa.


É uma maravilha, não é?


Que desenho incrível que o Criador fez para segurar o passarinho.


Mas, não é tão diferente em nós.

Quando nosso “galho” na vida fica precário, quando tudo está ameaçado de cair, a maior segurança, a maior estabilidade nos vem de um joelho dobrado - dobrado em oração.




19 junho 2009

Construindo pontes...




Há um provérbio popular que diz:


“É melhor ter amigos na praça do que dinheiro na caixa”.



Na verdade, nada substitui a presença, a palavra sincera e o calor de um irmão-amigo nas relações interpessoais.


Não estou a falar do “conhecido”, estou a falar do amigo, cúmplice na alegria e na tristeza, na vitória e na derrota;

Falo daquele que consegue olhar nos olhos sem cobrança nem desconfianças.



Amizades sinceras e permanentes não se agendam nem se contratam, nascem e fluem num ambiente de fraternidade e confiança, através da ponte do amor.



Fazer amigos é construir pontes, interligar abismos, estabelecer rotas para o diálogo e crescimento mútuo, fazer contactos.



Quem adquire o hábito de fazer novos amigos abre portas para o mundo; nunca mais estará sozinho nem andará em apertos.



É dessa forma que se pode estar ligado bem junto a alguém que mora em outro continente, muito mais do que com o vizinho de porta.


No entanto, não se constrói ponte sem correr riscos: de rejeição, de traição, de hipocrisia e até de morte.


Mas, se viver é correr riscos, amar também implica isso, vale a pena então bater essas portas, pois quem acha um amigo acha um bem incalculável, um tesouro escondido, uma grande bênção.

18 junho 2009

Nós e o espelho






Alguém, muito desanimado, entrou numa igreja e em determinado momento orou:


- "Senhor, aqui estou porque em igrejas não há espelhos, pois nunca me senti satisfeito com minha aparência".


Subitamente uma folha de papel caiu aos seus pés, vinda do alto do templo. Atónito, ele a apanhou e nela viu a seguinte mensagem:


- "Minha criatura, nenhuma das minhas obras veio ou ficou sem beleza, pois a feiura é invenção dos homens e não minha.


Não importa se um corpo é gordo ou magro: ele é o templo do espírito e este é eterno.


Não importa se braços são longos ou curtos: sua função é o desempenho do trabalho honesto.


Não importa se as mãos são delicadas ou grosseiras: sua função é dar e receber o Bem.


Não importa a aparência dos pés: sua função é tomar o rumo do Amor e da Humildade.

Não importa o tipo de cabelo, se ele existe ou não numa cabeça: o que importa são os pensamentos que por ela passam.

Não importa a forma ou a cor dos olhos: o que importa é que eles vejam o valor da Vida.

Não importa o formato de nariz: o que importa é inspirar e expirar a Fé.

Não importa se a boca é graciosa ou sem atractivos: o que importa são as palavras que saem dela.

Ainda atónito, esse alguém dirigiu-se para a porta de saída, que tinha algumas partes de vidro.


Nesse exacto momento sentiu que toda a sua vida se modificaria.

Ao sair ainda percebeu um aviso na porta:


"Veja com bons olhos seu reflexo neste vidro e lembre-se de tudo que deixei escrito. Observe que não há uma única linha sobre Mim que afirme que sou bonito" .


Vale a pena reflectir sobre isto!!!

16 junho 2009

Deus sabe!



Quando estás cansado e desencorajado por esforços que não deram frutos, Deus sabe o quanto tentaste ...


Quando choraste por longo tempo, com o coração cheio de angústia, Ele contou tuas lágrimas.


Se sentes que tua vida está perdida e que muito tempo também se perdeu, Ele está a confortar-te ...


Quando estás solitário e teus amigos estão muito ocupados para um simples telefonema, Ele acompanha-te ...


Quando sentes que já tentaste de tudo e não sabes por onde recomeçar, Ele tem a solução ...


Quando nada mais faz sentido e tu te sentes frustrado e deprimido, Ele tenta mostrar-te respostas ...


Se, de repente, tudo te parece mais brilhante e percebes uma luz de esperança, nesse momento Ele soprou nos teus ouvidos.


Quando as coisas vão bem e tu tens muito para agradecer, Ele está festejando contigo ...


Quando algo te traz muita alegria e te sentes fortalecido, Ele está sorrindo para ti ...


Quando tens um propósito a cumprir e um sonho para seguir, Ele abre teus olhos e te chama pelo nome.


Lembra-te que onde estiveres, seja na tristeza ou na felicidade, mesmo que ninguém mais saiba, Deus sabe ...


Que Deus possa abençoar imensamente a tua vida, a tua família, o teu trabalho, teus amigos, e todos aqueles que queres bem, afinal Deus sabe de todas as coisas.


Tenham todos um Bom Dia !!!!



Reanimar o saber...


Queridos amigos recebi esta mensagem de apelo da minha querida amiga Elsa e resolvi partilhá-la convosco.
Não custa nada e quem sabe alguns de nós possamos ajudar esta missão.



Venho por este meio interceder pelos livros debilitados que têm em casa, cansados de servir de alimento ao pó e escuridão das prateleiras e gavetões inacessiveis.

Esses livros estão ansiosos por vestir a pele da utilidade e voltar a encarnar a matéria-prima que serve de base ao conhecimento.

Do outro lado do Globo há batalhões de crianças, jovens e adultos que procuram insistentemente debaixo das camas e nas arrecadações inexistentes, armas em forma de páginas encadernadas, que consigam apaziguar-lhes a curiosidade das coisas e do mundo.


Assim a Helpo decidiu eliminar a tristeza profunda de ambas, proporcionando-lhes com a sua ajuda, um encontro inesquecivel.

Esta ideia concretiza-se então nesta campanha de recolha de livros intitulada "Reanimar o saber" e que visa equipar as bibliotecas reabilitadas ou construidas pela Helpo, nas provincias de Nampula e Cabo Delgado, entre Março de 2009 e Março de 2010 (ver portofólio de projectos a realizar aqui) .



As suas prateleiras estarão especialmente ávidas de:


Dicionários
Enciclopédias
Atlas
Mapas
Romances
Livros Infantis
Livros juvenis
Livros de física
Livros de filosofia
Livros de psicologia
História Universal
Direito Internacional
Livros de Linguas


As prateleiras, os leitores e os nossos livros agradecem!
Os livros podem ser enviados ou entregues até ao final do mês de Outubro de 2009, entre as 9h e as 13h ou entre as 14h e as 18h, de segunda a sexta na
Rua Manuel Joaquim Gama Machado, nº 4,
2750-422 Cascais.
Para esclarecimentos contactar 21 484 40 75 ou escrever para info@helpo.pt

Participa e divulga!

14 junho 2009

O que há do outro lado???



No consultório, localizado perto da residência do médico, um homem bastante doente falou, em desespero ao seu médico:


- Doutor tenho medo de morrer! Diga-me O QUE HÁ DO OUTRO LADO?


Calmamente o médico disse:
- Eu não sei.
- O Senhor não sabe? E fala assim com essa tranquilidade?


Nesse momento, ouviram o ruído de arranhões e ganidos do outro lado da porta fechada.
Quando o médico abriu a porta, um cachorro entrou e pulou sobre ele alegremente.
Virando-se para o paciente o médico disse:


- Notou no meu cachorro? Ele nunca esteve nesta sala; não sabia o que havia aqui, apenas sabia que seu dono estava aqui... No entanto, quando a porta se abriu, ele entrou sem medo.


- Não sei quase nada do que há depois da vida. Mas sei de uma coisa:
EU SEI QUE MEU SENHOR ESTÁ LÁ! E ISSO É SUFICIENTE!



Esta é também a minha certeza!



13 junho 2009

Mimo da Sandra




Queridos amigos parece que ontem se celebrou o Dia dos Namorados no Brasil e como tal a minha querida e amada amiga Sandra, do cantinho ao toque do amor, presenteou-me com este MIMO lindo, que gostaria de partilhar com todos vós.




Mais uma vez amiga, obrigado pela tua lembrança e carinho.

Que Deus te abençoe muito.

És muito especial.

Beijos e votos de um abençoado fim de semana!!!

10 junho 2009

Amor ...




Quando penso em como é grande o amor do Criador por mim...
Lembro-me de dividi-lo com todos vós
Vocês são muito Especiais!




Amigos bom feriado e como se juntam dois feriados seguidinhos boas mini-férias, aproveitem para descansar e reflectir.




Beijos!!!



08 junho 2009

Deus quer




Às vezes nos perguntamos:"


O que eu fiz para merecer isto?", ou "Porque Deus tinha que fazer isto logo comigo?".


Aqui vai uma belíssima explicação.



A filha dizia à sua mãe como tudo ia errado.


Ela não se saiu bem na prova de Matemática, o namorado resolveu terminar com ela e a sua melhor amiga estava de mudança para outra cidade.


Enquanto isso, sua mãe preparava um bolo e perguntou se a filha gostaria de um pedaço, e ela disse:


- É claro mãe, eu adoro os seus bolos.
- Toma, um pouco de óleo de cozinha.
- Credo!
- Então que tal comer uns ovos crus?
- Que nojo, Mãe!
- Quer então um pouquinho de Farinha de Trigo ou Bicarbonato de Sódio?
- Mãe, isso não presta!


A Mãe então respondeu:


- É verdade, todas essas coisas parecem ruins sozinhas, mas quando as colocamos juntas, na medida certa, elas fazem um bolo delicioso!



Deus trabalha do mesmo jeito.


Às vezes nos perguntamos porque Ele quis que nós passássemos por momentos difíceis, mas Deus sabe que quando Ele põe todas essas coisas na ordem exacta, elas sempre nos farão bem.


Nós só precisamos confiar n'Ele e todas essas coisas ruins se tornarão em algo fantástico!


Deus é louco por ti.


Ele te manda flores em todas as Primaveras e o nascer do Sol todas as manhãs.


Sempre que quiseres conversar, Ele vai-te ouvir.


Ele pode viver em qualquer lugar do universo, mas Ele escolheu o teu coração.

E lembra-te:


A vida pode não ser a festa que nós esperávamos, mas enquanto estivermos aqui vamos aproveitar e dançar conforme a música!


Que Deus vos abençoe a todos!








06 junho 2009

Os passarinhos



Faça como os passarinhos.

Comece o dia a cantar.

A música é o alimento para o espírito.

Cante qualquer coisa, cante desafinado, mas cante!

Cantar dilata os pulmões e abre a alma para tudo de bom que a vida tem para oferecer.

Se insistir em não cantar, ao menos ouça muita música e deixe-se absorver por ela.


Ria da vida.

Ria dos problemas.

Ria de si mesmo.

Ria das coisas boas que lhe acontecem.

Ria das parvoíces que fez.

Não se deixe abater pelos problemas.

Se você se convencer de que está bem, vai acabar acreditando e se sentindo bem.


Leia coisas positivas.

Leia bons livros, poesias, pois a poesia é a arte de aceitar a alma.


Pratique algum desporto.

Certamente vai se sentir bem disposta, mais animada e mais jovem.


Encare as suas obrigações com satisfação.

É maravilhoso quando se gosta do que se faz.


Ponha amor em tudo o que estiver ao seu alcance.


Não viva emoções mornas, próprias de pessoas mornas.

Não deixe fugir as oportunidades que a vida lhe oferece.

Elas não voltam.

Nenhuma barreira é intransponível se você estiver disposta a lutar.

Não deixe que os problemas acumulem.Resolva-os logo!


Fale.

Converse.

Escute.

O que mata é o silêncio e o rancor.

Exteriorize tudo, deixe que as pessoas saibam que você as estima, as ama, precisa delas, principalmente em família.



Amar não é vergonha!

04 junho 2009

A existência de Deus!




Damião era dono de uma bem sucedida farmácia numa cidade do interior.

Era um homem bastante inteligente mas não acreditava na existência de Deus ou de qualquer outra coisa além do seu mundo material.

Um certo dia, estava ele a fechar a farmácia quando chegou uma criança aos prantos dizendo que sua mãe estava passando mal e que se ela não tomasse o remédio logo iria morrer.


Muito nervoso e após insistência da criança, resolveu reabrir a farmácia para pegar o remédio.


Sua insensibilidade perante aquele momento era tal que acabou pegando o remédio mesmo no escuro, entregou-o à criança, que agradeceu e saiu dali às pressas.


Minutos depois, percebeu que havia entregue o remédio errado para a criança e, se aquela mãe o tomasse, teria morte instantânea.


Desesperado, tentou alcançar a criança mas não teve êxito.

Gritou em desespero... e o tempo passava e nada acontecia.

Sem saber o que fazer e com a consciência pesada, ajoelhou-se e começou a chorar e a dizer que se realmente existia um Deus que não o deixasse passar por assassino.


O tempo passava e ele, de joelhos ficava pensando que a mulher poderia já estar morta, e certamente, ele teria de pagar por isso.


Reflectiu sobre sua intemperança, sobre seu mau humor principalmente sobre sua insensatez.


De repente, sentiu uma mão tocar-lhe o ombro esquerdo e ao virar deparou-se com a criança em prantos.


Naquele momento ficou desconsolado. Mas tinha uma certeza:

Deus, de facto, não existia.

Já podia imaginar o que estava para lhe acontecer.

O choro e o olhar triste daquela criança atravessava-lhe a alma.

No entanto, como um lampejo de sabedoria, perguntou ao menino o que lhe havia acontecido.

Então aquela criança começou a dizer:


"Senhor, por favor não brigue comigo, mas é que caí e quebrei o vidro do remédio, dá para o senhor me dar outro?"



Deus existe e te conhece pelo teu nome.


Ele sempre tem o melhor para ti, por mais que as circunstâncias mostrem o contrário."






03 junho 2009

Obrigado Sandra





Queridos amigos foi com enorme alegria e emoção
que recebi este mimo da minha amiga / irmã Sandra
do cantinho ao toque do amor.

Vale a pena visitarem esse cantinho e conhecerem
esta maravilhosa mulher que é a Sandra, e ao mesmo
tempo possam ver o seu amor por Deus.


Amiga do coração o meu muito obrigado pelo carinho
que tenho recebido, ao longo deste tempo que nos temos conhecido,
que apesar de não ser assim há muito tempo,
mas que sentimos que foi Deus que nos colocou
no caminho uma da outra.


Que Ele nos continue a usar como Seus instrumentos e que
Ele nos abençoe!



Beijos amiga linda!!!







prémios e miminhos ganhos